Pular para o conteúdo principal

Revisão linguística

Teses requerem revisão linguística abrangente.

A diferença fundamental entre a palavra escrita e falada é a possibilidade de se fazer a revisão linguística do texto.

Não se faz revisão no que se diz. No entanto, o texto pode ser revisado infinitamente, sempre há o que melhorar. Muitos escritores talentosos não conseguem despontar porque não têm compreensão da necessidade de  contratar a revisão do texto; sem a revisão, a escrita não é garantidamente um texto, ela pode se limitar a ser um discurso no papel. Muitos mestrandos e doutorandos enfrentam problemas com a banca porque resolvem economizar com a revisão: seja não fazendo nenhuma, seja contratando algum amador ou conseguindo o serviço como favor de algum conhecido.
O bloco completo de textos deve ser revisado, não apenas a superfície.
Os textos, não importa o tamanho que eles tenham, são revisados em bloco. A revisão que se limite à superfície não resolve.

O que é revisão linguística?

Revisão linguística é o conjunto de interferências e proposições que um revisor profissional interpõe ao texto alheio, visando aprimorar sua comunicabilidade e adequação ao gênero proposto.

A revisão linguística é infinitamente mais complexa que uma correção gramatical, verificando digitação, ortografia e concordância, por exemplo. A proposta da revisão linguística que fazemos em teses e dissertações é alcançar o máximo dos aspectos da textualidade: a pragmática, que se refere ao contexto e ao discurso proposto; a semântica, que considera a conotação (sentido próprio das palavras) e a denotação (sentido contextual interno ou externo dos termos); a sintaxe, que foca a ordenação das orações e das frases, visando coerência e clareza; a morfologia, que se preocupa com cada palavra em si; a fonologia, que vai atentar para os sons correspondentes aos fonemas; e, por último, a fonética, parte da linguística atenta às pronúncias e elocuções das palavras.
A revisão linguística bem feita por um profissional representa investimento seguro em termos de qualidade e credibilidade que, a longo prazo, dá seus frutos. É por isso que nossos revisores são profissionais capazes de lidar com eficiência no difícil trabalho de revisão de textos científicos.
A revisão é uma das fases mais importantes do trabalho, porque ela permite ao leitor entender mais rapidamente, aplicando seu tempo em algo que faz sentido. Se a ideia é boa, a revisão permite que o leitor tire o melhor do texto.

A importância da revisão linguística

Revisão, literalmente, significa “ver de novo” mas é melhor compreendê-la como: “ver de outra maneira” ou “ver com outros olhos”. A revisão não é a correção de erros simples, mas modificação profunda e até mesmo estrutural da primeira (ou da última!) versão de um texto. Revisão não o que se faz já no primeiro rascunho, quando apagamos uma palavra, trocamos um verbo, substituímos um adjetivo: chamamos esse trabalho do autor em seus rascunhos de reescritura, ou mesmo, quando o texto já avançou mais, pode se tratar de uma autorrevisão. Revisão profissional, feita por linguista – alguém com distanciamento do texto, vai considerar a grande ideia do trabalho e, em alguns casos, propor mudanças importantes e que perpassam o texto longitudinalmente.
Quando um autor iniciante completa seu primeiro rascunho, está convencido de que o trabalho está acabado. Um escritor profissional considera o primeiro rascunho o ponto de partida para processos de revisão subsequentes que levarão à versão final. Por esta razão, muitos ignoram o trabalho que sustenta um texto claro, legível e eficaz, acreditando que é apenas devido ao talento do escritor e não um trabalho contínuo de mudança em que há a colaboração de profissionais de língua e de edição.
Poucas pessoas sabem como escrever um primeiro rascunho eficaz. Geralmente, essa habilidade vai melhorar com a experiência e se aplica exclusiva e particularmente a textos curtos. Para textos longos, por outro lado, mesmo os autores mais talentosos e experientes precisam contratar revisão profissional.
Ao se contratar o revisor profissional, ele contribuirá para que se obtenha um texto melhor, com ganhos em termos de: precisão, brevidade, concisão, clareza, credibilidade, concretude, completude. A revisão por um linguista experiente é a melhor maneira de transformar a primeira versão de qualquer trabalho em um texto útil para objetivos funcionais e mais legível para os destinatários que se tem como alvo. A revisão feita pelo profissional também é uma maneira de se aprender a escrever melhor, porque obriga o autor a ler com cuidado, para ser crítico, atento e concentrado, ao verificar a compreensão dos conceitos importantes que o revisor teve.
Normalmente, quem escreve ocasionalmente, para na primeira versão, muito espontânea e criativa. Mas se você realmente quiser escrever bem isto não é suficiente. Parar no primeiro rascunho é arriscado.
A distância que separa um manuscrito da gaveta do autor da prateleira da biblioteca pode ser curta ou longa, no tempo e no espaço, com uma série inumerável de causas para isso, mas a qualidade do texto é primordial para esse transcurso. Do mesmo modo, a distância entre a tese que está no HD do doutorando e a impressão e defesa perante a banca pode ser percorrida de modo suave ou com muitos percalços de edição.
Alguns itens podem fazer a diferença entre um manuscrito digno de ser levado em conta e um texto inacabado: falhas de conteúdo e inconsistência gramatical básica, apresentação pobre do corpo de texto, layout antiquado ou sobrecarregado, confusão na interpretação das normas, carência de índices, listagens e falhas de numeração, paginação... Eliminar essas falhas pode significar avançar positivamente, possibilitando esperar realisticamente que o projeto acadêmico ou literário tenha o sucesso desejado, a aprovação com louvor e possível publicação.

Para o sucesso de um trabalho escrito é necessário:

Revisão linguística dos textos

Mesmo o autor mais confiante deve contratar um revisor profissional antes do envio de uma tese para defesa ou de submeter seu original ao editor, visando publicação; só assim se podem detectar defeitos imperceptíveis a seus olhos. Somente o revisor profissional é capaz da leitura atenta das imperfeições, suprimindo as falhas naturais da redação de um trabalho longo. Lembre-se: os problemas formais afetarão negativamente o potencial expressivo do conteúdo.

Paginação e layout: formatação e normalização

Como primeiro requisito, um texto deve ser legível. A paginação e composição adequada já é um incentivo para o leitor e um indicador de profissionalismo. Aqui você deve fazer uma distinção importante: qualquer tipo de texto tem seus critérios. Uma tese tem um formato canônico de margens, a hierarquia dos tópicos, índice, notas de pé de página. Um e-book ou um manual precisa um forte apelo visual, que captura a atenção sobre os pontos-chave: nós trabalharemos em tabelas, seções, imagens e visualizações – nossa formatação inclui aspectos gráficos de que o autor não faz ideia, proporcionando um acabamento normativamente perfeito e moderno, completamente adequado às normas da ABNT, Vancouver, APA ou segundo o manual de normas da instituição a que o texto se destine.

Revisão para a Web

Um site é como uma vitrine de loja, ou a capa de um livro: deve ser capaz de captar a atenção apresentar a empresa ou o serviço, as atividades que promoverá. A revisão do texto para a Web tem que estar integrada ao projeto do site e à programação visual. 

Revisão de tese e dissertação

A fase mais importante de sua carreira acadêmica: uma tese bem elaborada não é apenas uma premissa indispensável para boa nota, mas pode se tornar sua futura publicação científica. 

Especificamente, nossos serviços de revisão acadêmica incluem:

  • Correção ortográfica e gramatical completas;
  • Supressão de erros de digitação, inconsistências, omissões e incoerências;
  • Padronização e normalização do texto com programação visual moderna;
  • Verificação do correto uso de notas e referências;
  • Correção integrada da bibliografia e websites.
Os mais de quinze anos de experiência em colaboração com alunos e professores da algumas das mais importantes instituições de pós-graduação nos permitem oferecer um serviço de alta qualidade, pronto para colaborar na produção de um texto perto de perfeito do ponto de vista formal e caracterizado por composição gráfica equilibrada e correta.

Postagens mais visitadas deste blog

Tabela de preços de revisão de tese ou dissertação

Preços de revisão e formatação acadêmicaTema espinhoso para o revisor e para os autores: taxas, preços, pagar por lauda, remuneração justa… Infelizmente, não existe preço padrão – como não existe serviço estandardizado, há excelentes revisores de textos na praça, e outros não tão bons; mas existem tendências que podem tornar-se prática e sobre as quais vamos comentar. Não se deixe impressionar pelo preço baixo na hora de contratar um revisor de textos: pode sair muito caro! Contrate o melhor. Assim como como em serviços de tradução, geralmente, o preço da revisão é calculado por lauda. Para alguns, este termo – lauda – indica um texto de 1200 a 2200 caracteres, como muitos editores, revisores, tradutores e agentes literários, nós entendemos por lauda um texto de 1500 caractere com espaços. Esse não é um número mágico, apenas é o que corresponde, aproximadamente, à página A4, com texto em corpo 12 e espaço 1,5. Assim, nossa lauda quase corresponde ao número de páginas do trabalho acadêm…

Abreviatura, siglas e símbolos

Critérios de uso: siglas e abreviaturas em teses.Abreviatura é a “apresentação de uma palavra por meio de alguma(s) de suas sílabas ou letras, usada no tratamento documental”.Evitemos inventar abreviaturas, exceto aquelas que se referirem a elementos conceituais ou referências a obras clássicas repetidas extensiva e intensivamente no trabalho. Entre as mais comuns universalmente aceitas, há: designação de ano ou século em relação à era cristã (a.C., d.C.); a expressão etc. (et cœtera); meses do ano em ilustração, tabelas e referências (jan., fev., mar., abr., mai., jun., jul., ago., set., out., nov., dez.); designações comerciais (Cia., Ltda., S/A, S/C). Siglas criam dificuldades para o leitor, porque exigem que sejam decifradas. A regra é evitá-las, principalmente em títulos, exceto em casos consagrados, como Aids, Bradesco, Embratel, ONU, OLP, USP. Observe-se a seguinte padronização:não usar pontos: ONU e não O.N.U.;escrever por extenso seu significado, de preferência logo após a prime…

Referências pela ABNT para Word

O Word faz o controle e a formatação das citaçõesO programa da Microsoft está apto a trabalhar com várias normas, inclusive as da ABNT. Aprenda a usar a ferramenta e simplifique sua vida na hora de fazer sua tese ou mesmo para um artigo a ser publicado.
Uma importante Ferramenta do Microsoft Word é o seu Gerenciador de Fontes Bibliográficas. Para quem está escrevendo um trabalho acadêmico - uma tese, dissertação, artigo científico - ou qualquer outro texto que requeira citações normatizadas, é importante cadastrar as referências do trabalho para depois gerar a listagem dos documentos consultados na pesquisa.As pessoas que redigem teses e dissertações ainda não sabem usar o Word. Pouco fazem com o programa, além do que fariam com uma máquina de escrever; assim, uma das tarefas mais penosas da redação acadêmica, o controle das citações e das referências, é feito - insistentemente - sem o uso das ferramentas do Office que facilitam esses serviços. Faça a referenciação pelo Word o tempo tod…

Elementos gráficos nas teses e dissertações: ilustrações, fotografias, desenhos, tabelas, diagramas

Gráficos e ilustrações integram as teses e dissertaçõesAs ilustrações que acompanham as teses ou dissertações devem estar seguidas de legenda, e deverão ser indexadas, ou lançadas em lista geral de ilustrações, como melhor convier. O revisor atentará aos textos das legendas e aos intertextos em que o elemento gráfico implicar. O formatador procurará a melhor situação espacial para os elementos na página, segundo as restrições que as normas impuserem.
Os cuidados a serem tomados se referem ao excesso – cabe ponderar sobre a necessidade da ilustração e sobre a informação que ela agrega ao texto; se não for realmente pertinente, é preferível descartar; no que se refere aos gráficos, fluxogramas e outros elementos ilustrativos criados para o trabalho, é bom verificar se possuem tamanho e cores adequadas – sóbrias – como convém ao texto científico; as cores que os programas mais usuais de planilha de cálculo usam automaticamente parecem bastante adequadas, não sendo preciso inventar muito.S…

Dicas para a entrevista na seleção para mestrado ou doutorado

A entrevista da seleção é crucial, prepare-se!A entrevista pode versar principalmente em três focos: a pessoa, a carreira acadêmica, o projeto de pesquisa. Provavelmente serão todos eles.A entrevista de seleção para ingresso na pós-graduação lato senso, mestrado ou doutorado, é um momento de tensão em que o candidato tem poucos minutos para se dar a conhecer e apresentar sua proposta de trabalho. Apresentamos uma lista de perguntas típicas e muitas dicas para respostas. Claro que pode ser que a banca não faça essas perguntas na entrevista – quanto mais candidatos houver, menos questões a serão apresentadas – e menos chance de impressionar bem você terá. Por isso, nós compilamos um painel deliberadamente amplo para ajudá-lo a preparar uma boa argumentação. Uma dica prévia: não cometa o erro de tentar memorizar suas respostas. A entrevista pode não se desenvolver como você imagina. Além disso, a banca procurará te desconcertar se ela sente que você está com respostas decoradas. Não deixe…