Os revisores de textos – capacidades e atuação

Capacidades objetivas dos revisores de textos: aperfeiçoar o texto como produto, conferindo-lhe propriedade ortográfica, semântica e gramatical e ampliando-lhe a comunicabilidade e credibilidade.

Atuação dos revisores: revisão e depuração das regras ortográficas, gramaticais, sintáticas. Revisão de textos escritos específicas para diferentes finalidades: textos técnicos, acadêmicos (teses, dissertações, monografias, artigos para publicação), científicos (relatórios, pareceres, projetos). Aplicação controlada de métodos e ferramentas essenciais para a revisão de textos. Emprego de bancos de dados lexicais e terminológicos, software, corpus, obras metalinguísticas.
Revisão de textos e prevenção contra o câncer de próstata.
O senhores se lembrem de que não são
apenas os textos que precisam de revisão!

Características específicas da revisão de textos acadêmicos

Quanto aos padrões:

  1. Adoção de atitude crítica para identificar o purismo, distinguindo-o de rigor e hipercorreção.
  2. Aplicação de padrões normativos: ortografia, gramática, sintaxe, pontuação, tipografia, vocabulário.
  3. Distinções normativas (erros a ser corrigidos) e aferição de variantes ou problemas relacionados com o estilo (para alterar somente se forem requisitadas pelo mandato).
  4. Identificação zonas obscuras e intervenção sistematizada em seu clareamento.
  5. Justificação técnica de cada uma das interferências efetuadas.
  6. Manutenção com consciência das diferenças culturais aplicadas às normas.
  7. Uso de voz ativa e passiva compatível aos gêneros textuais dos textos universitários.

Quanto aos livros de referência e outras ferramentas de revisão:

  1. Conhecimento dos vários tipos de obras de referência (por exemplo, manuais de redação, linguagem especializada, dicionários terminológicos, gramáticas normativas, contrastivas e de usos) e vários livros de cada tipo fim.
  2. Familiaridade com as diferentes abordagens ou diferentes autores para compreender as forças e fraquezas de cada livro.
  3. Aplicação da capacidade de síntese ao identificar o estado atual da norma.
  4. Desenvolvimento de olhar crítico sobre o conteúdo da referência funcional (em relação ao tipo de livro, o local de publicação, ano de publicação, os autores, a metodologia subjacente).
  5. Compreensão e aceitação crítica da existência de divisões normativas para desenvolvimento do pensamento e da capacidade de tomar decisão de intervenção relevante em determinado contexto.
  6. Reconhecimento das vantagens e desvantagens das ferramentas eletrônicas (bancos de dados, patches, dicionários eletrônicos – software / toutch screen, toutch pad, telas panorâmicas – hardware).

Quanto ao método de trabalho e revisão:

  1. Compreensão da revisão com atitude diferente (ativa e alerta) ligada ao escrever.
  2. Aceitação da diferença entre revisão e reescrita; respondendo de forma eficaz ao mandato de revisão.
  3. Embargo da correção abusiva e saber quando ela é justificada para corrigir o estilo.
  4. Gestão do tempo em função do tipo de revisão solicitado.
  5. Aplicação de sistemas de correção eletrônica e mecânica (marcas na página impressa, códigos, controle de alteração no editor de textos).
  6. Aplicação de táticas de controle e das ferramentas para tal.
  7. Diversificação de mandatos e a diferenciação nítida entre o texto autêntico (original, autoral) e o texto revisado (recomposto sob demanda em função de objetivo determinado).
  8. Justificação clara das suas intervenções, com abonações de autoridade ou notoriedade.
  9. Julgamento sobre diferentes tipos de textos, diferentes meios de comunicação, para diferentes contextos; adaptação circunstancial dos modos de ação e intervenção.
  10. Desenvolvimento de autonomia para a decisão e a interferência.
  11. A importância de compreender nosso método de trabalho está em possibilitar aos diversos autores o estabelecimento de parcerias pontuais conosco, ou parceria em torno de um projeto, ou mesmo parceria de longa duração – com cooperação em diversos projetos consecutivos, independentemente do contexto ou do trabalho (auto-revisão, revisão colaborativa, revisão colegiada, revisão autônoma).

Algumas razões para nos escolher

  1. Você tem em mente aperfeiçoar a qualidade da língua em seus documentos, quer sejam administrativos, acadêmicos ou literários?
  2. Você quer oferecer uma imagem de credibilidade em sua produção escrita?
  3. Você quer desenvolver textos adaptados a suas necessidades específicas?
  4. Quer dar um passo à frente e se destacar da concorrência?
  5. Você quer que seu texto, seja ele impresso ou eletrônica, seja escrito em linguagem clara e precisa que todos possam entender facilmente?
  6. Você quer que a qualidade da linguagem em seu trabalho, sua tese ou dissertação, seja impecável?
  7. Você planeja publicar um livro e quer ter certeza de que tudo vai ser próximo do perfeito?

Com muitos anos de experiência no campo da escrita, edição e revisão, e de ter trabalhado tanto para autores acadêmicos quanto literários, a Keimelion já revisou centenas de teses e dissertações e livros dos mais diversos assuntos. Os serviços oferecidos pela empresa vão cobrir todas as suas necessidades. Não hesite em nos contatar e discutir seus projetos conosco.
Nossos compromissos são colaborar na produção de textos de ótima qualidade e melhorar a comunicação textual entre nossos clientes e seu público-alvo; assegurar atendimento rápido, personalizado, cortês e profissional. Garantimos sigilo, bem como nossa plena cooperação – nós não vamos apenas trabalhar para você, nós trabalhamos com você.
São Paulo: +55 (11) 3042-2403 Rio de Janeiro: +55 (21) 3942-2403 Belo Horizonte: +55 (31) 3889-2425
Brasília: +55 (61) 4042-2403 Porto Alegre: +55 (51) 4042-3889 Skype: keimelion
Atendemos em horário comercial.
Para solicitar orçamento, envie o texto.
Não elaboramos trabalhos de graduação ou pós. Não insista.